entrevistaaaaa!!!

Olá meninas!!
Eu sei q que já tem tempo da ultima entrevista que fiz, estou cm essa da Tia Regi a meses pra postar eu andava meia sem tempo e tmb m confesso que acabei esquecendo dela aqui, I’m Sorry Regi pela demora!
A senhorita Regiane Pescalini era moderadora de uma das maiores comunidades femininas a EAMN – eu amo meu namorado, praticamente um consultório de psicologia hehehe, onde a galera troca experiência, dá e recebe conselhos, já fui uma freqüentadora assídua de lá quando era mas nova, depois que casei veio tanta coisa pra fazer durante meu dia que acabei me distanciando, porem fiz amizades incríveis lá que embora na distancia tenho contato por MSN até hoje! E a Regi é uma delas! Quantas vezes sorrimos na web cam? E choramos? Eu adorava fazer doces e bolos e fazer lumbriga pra ela hehehe, mas alem da amizade a regi tem uma coisa que muito NOS interessa!!
As unhaaaaassss, sempre impecáveis, sua coleção de esmalte é enorme!!
Eu sempre ficava babando neh!!
Daí que me veio a idéia de fazer uma entrevistinha com ela aqui no blog!!
Espero que gostem…
— apelido
Tia Regi… Re….Regi
— porque do apelido
Abreviação do nome apenas…e tia regi é pq quando minha sobrinh nasceu eu coloquei na frase do perfil… e pegou.. já vai fazer 6 anos isso
— o mais curte no fds?
Descansar… de verdade…. e passear tb
— esmalte do dia?
Apaixonada…da Dote
— como é cuidar da EAMN??
Eu gosto…hoje em dia não sou tão envolvida como já fui por causa da correria dos meus dias mesmo… mas continuo cuidando com atenção e carinho
— oq mais te deixa contente em sua rotina?
A compania das pessoas que eu amo
— atividade fisíca predileta?
Capoeira
— no fds shoping ou sorveteria?
shopping
— sei que vc curte um esmalte qual foi o desenho mais ousado que já fez nas unhas (mande-me a foto Of COurse)
foi a melancia rss
— quanto já pagou por um esmalte só por loucura e jurar que era necessidade?
Ainda não paguei o que tenho vontade kkkk;…. mas, já paguei 7 dólares em um
— indique uma cor e marca que você considera perfeita para cada ocasião abaixo
– balada – não sou de ir;;mas,acho que cores acessas são ótimas…e tons neons tb

– show: um verde….ou azulzinho
shopping
todas as cores; tudo PODE
– saida em familia: todos tb; rsss
– praia: azul…. adoro
– verão: coloridos sempre
– inverno: cores mais sóbrias…. acho que um vinho…um roxo mais fechado

— marcas de roupas que mais gosta?
Adoro canal da mancha pra calça….e de resto eu uso tudo
— vestido ou calça?
calça
— qual a sua peça coringa do seu guarda roupa??
Uma calça escura
— qual foi o presente mais inesquecivel que já ganhou
Acho que minha aliança
— qual foi o barraco mais trash que já rolou na EAMN??
Hauhauahauah sinceramente já rolou coisas pra lá de trash…tem histórias que marcam…
— quais são as meninas que mais te marcaram na comunidade??
Você…. rss muitas marcaram e outras seguem marcando.. e eu separo a nossa amizade como muito especial mesmo
— estuda ,estudou ?
Formada
— oque??
ADM
— dons culinários, o que mais gosta de cozinhar?
Adoro fazer salgados…. minha empadinha é perfeita
— o que mais gosta de comer?
Salgados…..e chocolate

para encontra-la entre em :

www.orkut.com.br/main#community?cmm=141119

😀

fotinhas!!

Este slideshow necessita de JavaScript.

beijinhos!! até a proxima!!!

Anúncios

Vamos rir um pouquinho neh!!

Olá menininhaaaaaasss.. tá sei que vcs estão pensando nossa como vc sumiu Patrícia!!
E que como disse no ultimo post estou um tanto quanto “atarefada” ultimamente!

eu fiz um post enooorme com a entrevista da Tia Regi da EAMN pra colocar aqui mãssss ainda não exatamente por ser anorme, vou ter que dar uma mechida nele antes, por isso meninas do twiter (local onde a tosca aqui anunciou o post) não briguem comigo please….

vasculhando emails antigo achei um texto que me fez rir muito e me deixou apavorada tambem sei que muitas já leram, mãs assim como eu já tinha lido e ri do mesmo jeito vou proporcionar essa sensação pra vocês tambem ok???!!??!!
A Primeira Depilação!!

roubei esse desenho de um blog desenho by Ray costa
– “Tenta sim. Vai ficar lindo.”
Foi assim que decidi, por livre e espontânea pressão de amigas, me render à depilação na virilha. Falaram que eu ia me sentir dez quilos mais leve. Mas acho que pentelho não pesa tanto assim. Disseram que meu namorado ia amar, que eu nunca mais ia querer outra coisa. Eu imaginava que ia doer, porque elas ao menos me avisaram que isso aconteceria. Mas não esperava que por trás disso, e bota por trás nisso, havia toda uma indústria pornô-ginecológica-estética.
– “Oi, queria marcar depilação com a Penélope.
– “Vai depilar o quê?”
– “Virilha.”
– “Normal ou cavada?”
Parei aí. Eu lá sabia o que seria uma virilha cavada. Mas já que era pra fazer, quis fazer direito.
– “Cavada mesmo.”
– “Amanhã, às… deixa eu ver…13h?”
– “Ok. Marcado.”
Chegou o dia em que perderia dez quilos. Almocei coisas leves, porque sabia lá o que me esperava, coloquei roupas bonitas, assim, pra ficar chique.
Escolhi uma calcinha apresentável. E lá fui. Assim que cheguei, Penélope estava esperando. Moça alta, mulata, bonitona. Oba, vou ficar que nem ela, legal. Pediu que eu a seguisse até o local onde o ritual seria realizado.
Saímos da sala de espera e logo entrei num longo corredor. De um lado a parede e do outro, várias cortinas brancas. Por trás delas ouvia gemidos, gritos, conversas. Uma mistura de Calígula com O Albergue. Já senti um frio na barriga ali mesmo, sem desabotoar nem um botão. Eis que chegamos ao nosso
cantinho: uma maca, cercada de cortinas.
– “Querida, pode deitar.”
Tirei a calça e, timidamente, fiquei lá estirada de calcinha na maca. Mas a Penélope mal olhou pra mim. Virou de costas e ficou de frente pra uma mesinha. Ali estavam os aparelhos de tortura. Vi coisas estranhas. Uma panela, uma máquina de cortar cabelo, uma pinça. Meu Deus , era O Albergue mesmo. De repente ela vem com um barbante na mão. Fingi que era natural e sabia o que ela faria com aquilo, mas fiquei surpresa quando ela passou a cordinha pelas laterais da calcinha e a amarrou bem forte.
– “Quer bem cavada?”
– “…é … é, isso.”
Penélope então deixou a calcinha tampando apenas uma fina faixa da Abigail, nome carinhoso de meu órgão, esqueci de apresentar antes.
– “Os pêlos estão altos demais. Vou cortar um pouco senão vai doer mais ainda.
– “Ah, sim, claro.
Claro nada, não entendia porra nenhuma do que ela fazia. Mas confiei. De repente, ela volta da mesinha de tortura com uma espátula melada de um líquido viscoso e quente (via pela fumaça).
– “Pode abrir as pernas.”
– “Assim?”
– “Não, querida. Que nem borboleta, sabe? Dobra os joelhos e depois joga cada perna pra um lado.”
– “Arreganhada, né?”
Ela riu. Que situação. E então, Pê passou a primeira camada de cera quente em minha virilha virgem. Gostoso, quentinho, agradável. Até a hora de puxar. Foi rápido e fatal. Achei que toda a pele de meu corpo tivesse saído, que apenas minha ossada havia sobrado na maca. Não tive coragem de olhar. Achei que havia sangue jorrando até o teto. Até procurei minha bolsa com os olhos, já cogitando a possibilidade de ligar para o Samu. Tudo isso buscando me concentrar em minha expressão, para fingir que era tudo supernatural.
Penélope perguntou se estava tudo bem quando me notou roxa. Eu havia esquecido de respirar. Tinha medo de que doesse mais.
– “Tudo ótimo. E você?”
Ela riu de novo como quem pensa “que garota estranha”. Mas deve ter aprendido a ser simpática para manter clientes.
O processo medieval continuou. A cada puxada eu tinha vontade de espancar Penélope. Lembrava de minhas amigas recomendando a depilação e imaginava que era tudo uma grande sacanagem, só pra me fazer sofrer. Todas recomendam a todos porque se cansam de sofrer sozinhas.
– “Quer que tire dos lábios?”
– “Não, eu quero só virilha, bigode não.”
– “Não, querida, os lábios dela aqui ó.”
Não, não, pára tudo. Depilar os tais grandes lábios ? Putz, que idéia.
Mas topei. Quem está na maca tem que se fuder mesmo.
– “Ah, arranca aí. Faz isso valer a pena, por favor.”
Não bastasse minha condição, a depiladora do lado invade o cafofinho de Penélope e dá uma conferida na Abigail.
– “Olha, tá ficando linda essa depilação.”
– “Menina, mas tá cheio de encravado aqui. Olha de perto.”
Se tivesse sobrado algum pentelhinho, ele teria balançado com a respiração das duas. Estavam bem perto dali. Cerrei os olhos e pedi que fosse um pesadelo. – “Me leva daqui, Deus, me teletransporte”. – Só voltei à terra quando entre uns blábláblás ouvi a palavra pinça.
– “Vou dar uma pinçada aqui porque ficaram um pelinhos, tá?”
– “Pode pinçar, tá tudo dormente mesmo, tô sentindo nada.”
Estava enganada. Senti cada picadinha daquela pinça filha da puta arrancar cabelinhos resistentes da pele já dolorida. E quis matá-la. Mas mal sabia que o motivo para isso ainda estava por vir.
– “Vamos ficar de lado agora?”
– “Hein?”
– “Deitar de lado pra fazer a parte cavada.”
Pior não podia ficar. Obedeci à Penélope. Deitei de ladinho e fiquei esperando novas ordens.
– “Segura sua bunda aqui?”
– “Hein?”
– “Essa banda aqui de cima, puxa ela pra afastar da outra banda.”
Tive vontade de chorar. Eu não podia ver o que Pê via. Mas ela estava de cara para ele, o olho que nada vê… Quantos haviam visto, à luz do dia, aquela cena? Nem minha ginecologista. Quis chorar, gritar, peidar na cara dela, como se pudesse envenená-la. Fiquei pensando nela acordando à noite com um pesadelo. O marido perguntaria:
– “Tudo bem, Pê?”
– “Sim… sonhei de novo com o fiofó de uma cliente.”
Mas de repente fui novamente trazida para a realidade. Senti o aconchego falso da cera quente besuntando meu twin peaks. Não sabia se ficava com mais medo da puxada ou com vergonha da situação. Sei que ela deve ver mil cús por dia. Aliás, isso até aliviava minha situação. Por que ela lembraria justamente do meu entre tantos? E aí me veio o pensamento: peraí, mas tem cabelo lá?
Fui impedida de desfiar o questionamento. Pê puxou a cera. Achei que a bunda tivesse ido toda embora. Num puxão só, Pê arrancou qualquer coisa que tivesse ali. Com certeza não havia nem uma preguinha pra contar a história mais. Mordia o travesseiro e grunhia ao mesmo tempo. Sons guturais, xingamentos, preces, tudo junto.
– “Vira agora do outro lado.”
Porra.. por que não arrancou tudo de uma vez? Virei e segurei novamente a bandinha. E então, piora. A bruaca da salinha do lado novamente abre a cortina.
– Penélope, empresta um chumaço de algodão?
Apenas uma lágrima solitária escorreu de meus olhos. Era dor demais, vergonha demais. Aquilo não fazia sentido. Estava me depilando pra quem?
Ninguém ia ver o tobinha tão de perto daquele jeito. Só mesmo Penélope. E agora a vizinha inconveniente.
– “Terminamos. Pode virar que vou passar maquininha.”
– “Máquina de quê?!”
– “Pra deixar ela com o pêlo baixinho, que nem campo de futebol.”
– “Dói?”
– “Dói nada.”
– “Tá, passa essa merda…”
– “Baixa a calcinha, por favor.”
Foram dois segundos de choque extremo. Baixe a calcinha!!!…como alguém fala isso sem antes pegar no peitinho? Mas o choque foi substituído por uma total redenção. Ela viu tudo, da perereca ao cú. O que seria baixar a calcinha? E essa parte não doeu mesmo, foi até bem agradável.
” – Prontinha. Posso passar um talco?”
– “Pode, vai lá, deixa a bicha grisalha.”
– “Tá linda! Pode namorar muito agora.”
Namorar…namorar… eu estava com sede de vingança. Admito que o resultado é bonito, lisinho, sedoso . Mas doía e incomodava demais. Queria matar minhas amigas. Queria virar feminista, morrer peluda, protestar contra isso. Queria fazer passeatas, criar uma lei antidepilação cavada.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

eu ri horroresss!!
prometo que voltarei mais vezes ok:D

beijinhossss

Entrevista de Outubro!!! – Monica okano

Mônica Okano, 20 anos, conhecida também como kika, kikinha, ki e suas derivações (hehe), residente na cidade de ribeirão Preto, já foi vista em algumas partes do mundo, como Nova York, Paris, Versailles, Roma, Creta, Atenas, Buenos Aires, Orlando.(tá pensando o que nossa entrevistada é chique bem!)

(isso ficou parecendo noticia de página policial huahuahuahua mãs tudo bem!)

Bom Vamos lá a Kika (sente só a intimidade), é uma girl super simpática que adora compras, viagens, moda e possui uma relação de cumplicidade, amor e dependência com os pais.

EnTReVista!

 

Patty: Melhor viagem que já foi?

Kika: NYC baby!

Patty: Viagem que ainda deseja ir?

Kika: Nossa, tenho tantos lugares que ainda quero conhecer.. Las Vegas, L.A e Londres são minhas primeiras opções no momento!

Patty: Dinheiro mais bem gasto?

Kika: Com roupas, sapatos, bolsas, produtos de beleza e makes será sempre bem gasto né? haha

Patty:Um dia perfeito no Shopping é?

Kika: Quando ele não está abarrotado de pessoas atrapalhando suas olhadas nas vitrines! hahaha E é claro, se puder comprar, aí tá perfeito! haha

Patty:Balada ou cineminha?

Kika: Pra falar a verdade gosto muito dos dois.. tudo depende do dia, da companhia..

Patty:Filme que marcou?

Kika: The Last Song e Querido John.

Patty:Melhor filme na sua concepção?

Kika: Sinceramente? Não consigo eleger um só..  

Patty:Site vicio?

Kika: O meu próprio blog “itskika”(http://itskika.wordpress.com/), twitter, facebook, orkut e meus e-mails! haha

Patty: Site/blog mais aleatório e estranho que já visitou?

Kika: Já joguei tanta coisa no google que vira e mexe me deparo com umas coisas bem estranhas, mas não lembro de nenhum específico agora!

Patty: Celebridade do momento?

Kika: Pra mim, Blake Lively, Heidi Klum, Alexa Chung, Miroslava Duma, Olivia Palermo e Leighton Meester, são sempre do momento!

Patty:Música que sempre está no seu ipod?

Kika: Meu Ipod é o mais eclético possível.. tem de tudo! As minhas favoritas são do Dashboard Confessional, Mariana’s Trench e Anberlin!

Patty:Já fez algo que se arrependeu?

Kika: Já sim, inúmeras coisas das quais me arrependo e muito viu? =/ 

Patty: Já pagou algum mico inesquecível?

Kika: Sorte daquele que nunca pagou né? Lembro de uma vez que eu tinha uns 8 anos e tinha ganhado um “solo” no ballet. Entrei toda envergonhada, sozinha no palco e meu “titi” tava meio larguinho.. Na hora que eu subi nas pontas dos pés, automaticamente meu titi caiu e eu fiquei morrendo de vergonha..saí do palco correndo, acredita?

Patty:Qual evento social mais frequenta?

Kika: Vou em muitos coquetéis de lançamento de coleções devido ao blog e tals,. mas estou sempre circulando em jantares, baladas e etc..

Patty:O que mais gosta de fazer quanto está em casa?

Kika: Dormir, ler e comer! 

Patty: Faz facul? Qual?

Kika: Faço Publicidade e Propaganda aqui em Ribeirão mesmo! 

Patty: Sonho de Consumo?

Kika: A itbag 2.55 da Chanel!

 

Patty: Modelito mais Trash que já postou no blog?

Kika: Recentemente esses dois looks me chamaram muito a atenção: http://itskika.wordpress.com/2010/10/15/errou-no-look/

Patty: O que é moda pra você? E estilo?

Kika: Moda é o conceito, a tendência que todos querem usar, diferentemente do estilo que é algo que é individual, único, a sua interpretação da moda adequada a sua realidade. É como YSL já dizia: “A moda passa, mas seu estilo é eterno!”

Patty:Estilo de roupa que gosta?

Kika: Aquela que ao mesmo tempo é confortável e te deixa elegante 🙂

Patty:Estilo que mais usa?

Kika: Básico semi-arrumado eu diria! haha  

Patty: Que marca você indica de :

Kika:

Makes: Dior, MAC e o Touche Éclat da YSL

Roupas: As minhas favoritas são Max Mara, Michael Kors, Calvin Klein, Animale e Lucy in The Sky!

Bags: Louis Vuitton, sempre! Hidratantes: Cliniquè, Lancôme e Dior

Sapatos: Arezzo, Carmin, New Order e é claro, o Christian Louboutin requisitado por todas as meninas!

Encontre a Kika em http://itskika.wordpress.com/

NOviDade no Blog!

A nova categoria Entrevistas!! Será atualizada uma vez por mês, Com pessoas que se destacam no mundo virtual!!

Quem vai estrear essa categoria é Monica Okano,20 anos, super atualizada, considerada uma fashionista de primeira linha, muitos são viciados em seu blog o It’s Kika’s, confesso que sou uma dessas viciadas!!

Foi através do blog dela que me inspirei em criar este aqui!

Entrei em contato com a Kika e adivinha só como ela me tratou??…

Pasmem… Super BEM, apesar de todas estas qualidades citadas acima ela ainda é simpática!!!

Estou organizando a entrevista aqui assim que acabar publico!!